Do Pároco

No dia 19, celebramos a Solenidade do santo esposo de Maria. Neste ano dedicado a São José, este dia torna-se ainda mais importante. O convite do Papa Francisco a olharmos com mais atenção para este grande santo, nos deixarmos inspirar pela sua vida e recorrer com mais confiança à sua poderosa intercessão é para tomar a sério.

Transcorreram alguns meses desde o início desse convite a pode ser bom que nos perguntemos que eco teve até agora nas nossas vidas: lemos algum texto sobre São José, começando, logicamente, pela Carta do papa Francisco «Com coração de pai»? Dirigimos com maior frequência alguma oração ao Santo Patriarca, por exemplo às quartas-feiras ou nos dias 19 de cada mês? Aprendemos a admirá-lo?

Transcrevo umas palavras da referida Carta do Papa Francisco, onde confessa como as vidas, ao mesmo tempo heroicas e escondidas de tanta gente, o impeliram a olhar mais para o santo Patriarca:
«Quantos pais, mães, avôs e avós, professores mostram às nossas crianças, com pequenos gestos do dia-a-dia, como enfrentar e atravessar uma crise, readaptando hábitos, levantando o olhar e estimulando a oração! Quantas pessoas rezam, se imolam e intercedem pelo bem de todos. Todos podem encontrar em São José – o homem que passa despercebido, o homem da presença quotidiana discreta e escondida – um intercessor, um amparo e uma guia nos momentos de dificuldade. São José lembra-nos que todos aqueles que estão, aparentemente, escondidos ou em segundo plano, têm um protagonismo sem paralelo na história da salvação.»

Não deixemos de o invocar mais. No dia 19 de março, dia do pai, convido a todos os pais a que rezem em família alguma pequena oração a este grande santo. Não só pela própria família, mas por todos os pais de todas as famílias. E peçamos a sua intercessão para que termine com o grande flagelo do «pai ausente». Seria um milagre? Sim, um milagre gigantesco. Mas é precisamente isso que queremos rogar a Deus pela intercessão de São José.

Pe. João Paulo Pimentel

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.