Tal como tinha sido há muito anunciado, concretizou-se a peregrinação a Chestochowa e Cracóvia de 23 a 27 de julho. Participaram alguns paroquianos de Telheiras e pessoas oriundas de outras paróquias que se entusiasmaram com o programa proposto.

Como seria de esperar, o Papa São João Paulo II esteve sempre presente: certamente no Santuário de Iasna Góra (em Chestochowa) ou no santuário com o seu nome inaugurado há poucos anos ou na pacata cidade de Wadowice, onde nasceu; mas em todos os outros locais onde estivemos, de um modo ou outro, havia referências ao grande Papa polaco. As minas de sal de Wieliczka foram uma grata surpresa (remeto para a nota que escrevi sobre essa visita no meu facebook pessoal).

É um programa que nos propomos repetir, porque para além do contacto enriquecedor com o povo e a História da Polónia, oferece uma boa ocasião de reviver momentos decisivos da história da Igreja contemporânea, permite relembrar elementos importantes do Magistério de São João Paulo II, para além de podermos rezar com calma nos Santuários de Nossa Senhora, da Divina Misericórdia ou de São João Paulo II.

Convido todos os interessados em participar numa próxima peregrinação a manifestarem desde já o seu desejo, para facilitar a futura organização.

Pe. João Paulo Pimentel

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.